A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL E O SUCESSO NA ADVOCACIA. SERÁ QUE VOCÊ TEM?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Você sabe o que é Inteligência Emocional?

Segundo o psicólogo americano e autor do livro Inteligência Emocional, Daniel Goleman, é a capacidade de conhecer e controlar as próprias emoções e saber usá-las no momento certo e da forma certa.

Durante muito tempo foi difícil entender esses conceitos, pois eu tinha muitas crenças que me limitavam, mas fui desenvolvendo essas competências e foi por isso que resolvi criar um treinamento para atender principalmente os advogados e operadores do direito.

Vivemos numa época em que os níveis de estresse, pressão e competitividade no ambiente de trabalho estão cada vez mais altos e saber lidar com as emoções, diante das adversidades do dia a dia, de modo a evitar perder o controle é um diferencial fundamental entre profissionais de sucesso.

Digo isso por experiência, isso lembra meu filho quando me disse que: prefere a minha versão atual de pai do que a anterior. Agora, pensa como fiquei bobo ao ouvir isso…..rssss

Estudos comprovam que um alto QI não é garantia de sucesso, mas que o desenvolvimento da Inteligência Emocional é fator importante para se alcançar o sucesso na carreira. De acordo com pesquisa realizada por Travis Bradberry e Jean Greaves, autores do livro Inteligência Emocional 2.0, apenas 36% das pessoas conseguem lidar com as próprias emoções. O estudo constatou, ainda, que a inteligência emocional é um dos principais artifícios e diferenciais dos profissionais de sucesso, de modo que, o desenvolvimento desta competência é fundamental para o alcance efetivo de resultados extraordinários não só na carreira, como na vida pessoal.

E você, será que você tem Inteligência Emocional?

Uma pessoa madura emocionalmente possui competências comportamentais compostas dos seguintes elementos:

  • Autoconhecimento: é a capacidade que a pessoa tem de conhecer a si própria e reconhecer os seus comportamentos, diante de situações da sua vida profissional e pessoal, além do relacionamento que tem consigo mesma.
  • Autocontrole: é a capacidade que a pessoa tem de controlar suas próprias emoções, seu estado de espírito e seu humor.
  • Automotivação: é a capacidade de motivar a si mesmo independente das circunstâncias, favoráveis ou desfavoráveis da vida, e conseguir realizar as ações necessárias para que alcance os seus objetivos.
  • Empatia: é a habilidade de se conectar com pessoas novas, ser curioso e verdadeiramente interessado em conhecer o outro.
  • Adaptabilidade: é a capacidade de ser flexível e resiliente diante das adversidades e situações imprevistas, mantendo o equilíbrio e buscando a solução dos problemas.
  • Foco: é a capacidade de se manter focado em um projeto e exercer suas atividades sem se deixar influenciar pelo ambiente externo.
  • Sociabilidade: é a facilidade em estabelecer relacionamentos com pessoas, capacidade de persuasão, saber lidar com outras pessoas e opiniões e habilidade para se trabalhar em equipe.

O autoconhecimento é o caminho para se atingir a maturidade emocional, o que pode ser desenvolvido por meio do Coaching. Mais do que a conquista do sucesso profissional e do equilíbrio emocional, um alto nível de Inteligência Emocional é fator essencial para o alcance da plenitude e da felicidade!

E para concluir, deixo para vocês uma reflexão de Mahatma Gandhi:

“Felicidade é quando o que você pensa, o que você diz e o que você faz, estão em harmonia.”

Gostou do texto? Curta, comente e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.

Aproveite agora que conheça os treinamentos que irão mudar a sua forma de ver o mundo e lhe ajudar em sua vida pessoal e profissional.

TREINAMENTO EM PORTO VELHO

TREINAMENTO NO RIO DE JANEIRO